quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Lost feeling...





Quando vinha no caminho para casa, ouvi esta música numa rádio qualquer, enquanto tentava sintonizar melhor a RFM (porcaria do tempo, descontrola tudo)...

Lembrei-me dos meus tempos de bailarina, um sonho interrompido devido a caminhos que se tomam na vida...

Sempre lamentei não ter seguido o meu sonho...

A dança fazia-me voar, pular tão alto que deixava de ver o chão...ficava ali a pairar num mundo encantado que só quem experimenta pode perceber como se cola à pele e nunca mais deixa de nos corre nas veias...

Hoje em dia, recalquei de tal forma o meu sonho que nem num simples baile (coisa a que não costumo ir, mas que lá se cruza comigo num hotel ou outro numa qualquer viagem) consigo dançar...

Acho que tenho medo de levantar vôo e nunca mais aterrar...

Nota de autor:Para os mais distraídos, não tenho ido a audições mas podem oferecer-me rosas vermelhas na mesma, tulipas amarelas também se aceitam,rsrsrs...Beijinhos ;O)

10 comentários:

Peregrina disse...

Devemos sempre lutar pelos nossos sonhos, sabes? :)

Minhoca disse...

Bem mas se dançares num baile sempre matas um pouco o bichinho e das um gostinho ou corpinho, não???

Parisiense disse...

Pois eu tenho uma sobrinha que faz ballet e adora aquilo......trabalha que nem uma louca, pois tem aulas depois da escola, aos sabados.......não sei como ela ainda não desistiu.....
E claro aqui a tia babada, da-lhe todo o apoio.

Tambem tenho muito boas recordações ao som desta musica......quem não sonhou e não adorou pular ao som desta musica!!!!!!!!
Tenta ir para aulas de dança que é excelente. Olha para mim uma jovem de 48 aninhos e lá ando eu a pular....ahahahahah

Bom fim de semana e beijokitas linda.

Zabour disse...

Peregrina:
Eu sei, mas nem sempre é fácil.Principalmente quando se vive num meio pequeno e as hipóteses de realizares o teu sonho são muito limitadas.

Beijinhos e bfs

Zabour disse...

Minhoca:
Não é bem esse tipo de dança que me entusiasma...Não teria como matar saudades.

Beijinhos

Zabour disse...

Parisiense:
A tua sobrinha tem certamente os meios para realizar o seu sonho. Mas pensa, Alentejo há 20 anos atrás, não era fácil encontrar profissionais de dança à altura, nem perto nem longe...O k havia era quase nada, não o suficiente para me dar o que precisava para uma audição para o conservatório...que ficava a centenas de kms.
As aulas de dança de um ginásio em nada se assemelham a uma escola de dança...
Mas obrigada pelo carinho e pelo esforço de me dar coragem...

Beijinhos, querida!

Safira disse...

Olha, eu sempre quis ser cantora. Nunca aprendi, pelas mesmas razões que não encontraste no alentejo profundo. Era um sonho, pois era. Morreu como sonho, mas eu nunca deixei de cantar. Nem sempre bem, sem técnica, mas cantar faz-me feliz. E isso é quanto basta. Por isso, vai dançando, mesmo em casa. Para ti.
Beijinhos

Zabour disse...

Safira:
Em casa, sempre...até já parti umas coisas à mummy(mas isso não é para dizer)...

Beijokas, miga!

Van disse...

Adoro esta música. E, confesso-te, tb já quis ser bailarina. :) mas, há sonhos que...enfim, a vida acaba por os deixar pra trás.
Entretanto acabei por descobrir uma aeróbica com dança à mistura, e aprendi salsa, lambada, marroquina, etc, etc. Até rancho dançávamos ahahaah, foi tão libertador!

Agora, é abana p capacete em casa, ou na disco. Mas já perdi a coordenação motora... chuif...

Zabour disse...

Van:
Se te disser k não me lembro da última vez k fui a uma discoteca não tou a mentir.
Já não tenho pachorra...a idade...

Bjokas