quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Em tua memória...



Hoje tive que tomar a decisão mais difícil da minha vida. Escolher entre o bem estar do meu cão e a saudade e a falta que ele me vai fazer. Infelizmente tive que deixá-lo partir...

Estou de coração partido...

Benny, a dona vai gostar sempre muito de ti! Vais estar sempre no meu pensamento e no meu coração, onde quer que estejas agora.

Vou sentir a tua falta mais do que as palavras possam dizer...

13 comentários:

Capriccio disse...

Primeira vez que venho aqui, e leio uma mensagem tão triste, oh!
Tenho dois gatinhos, nem quero imaginar quando eles partirem.
Beijinhos e umas cóceguinhas :)

Ovinho Estrelado disse...

Um abraço enorme.

Custa imenso. Já perdi a minha Bolinha. Também por uma doença terrível...

E, actualmente, de perdas também entendo eu.

Abraço enorme, querida.

*

Parisiense disse...

Sei o que sentes, linda......já tive que tomar essa decisão há muitos anos atrás.......os meus filhotes ainda hoje pensam que a cadelita fujiu.......nunca tive coragem para lhe dizer que tive de decidir a sua partida.

Custa, custa imenso, linda.......mas vê-los sofrer não é menos doloroso, para eles e para nós.

Mas ela resterá sempre no teu pensamento e coração.

Um beijinho grande

Anjo De Cor disse...

é terrivel amiga, tb sei o que é isso...
Um grande Beijinho ;)

GANDALF disse...

Tudo o que tinha para te dizer ja o fiz..aqui deixo-te um abraço forte e carinhoso.

beijos linda

Van disse...

Oh :( zabourita...ao menos ele vai ficar em paz e não vai degradar-se aos poucos em sofrimento desnecessário.
Força, zabourita. Força benny. :(
Beijinho enorme, linda.

Ka disse...

Querida Zabour,

Lamento imenso... nestas alturas faltam palavras até porque sei bem o que é uma perda assim.

Beijinho enoooorme

D.Antónia Ferreirinha disse...

Ai querida, mil beijinhos minha linda.

Zabour disse...

Capriccio:
Obrigada pelo carinho.
Volta sempre. Dias melhores virão de certeza.

beijo grande

Zabour disse...

Aos amigos:
Obrigada mais uma vez pelo vosso carinho. Realmente ultimamente não tenho feito outra coisa senão queixar-me dos meus problemas, mas como devem entender não tem sido fácil.
Desde pequena que sempre fui muito apegada aos meus animais, eles sempre foram a minha companhia nos bons e maus momentos. Isto de fazer o papel de Deus e decidir sobre a vida de um ser vivo, ainda por cima um que me dizia tanto, foi muito dificil. O olhar dele parecia perceber o que lhe ia acontecer, ele que sempre foi tão rufia, pedia constantemente festas, como se soubesse que iam ser as últimas que ia ter. Foi muito duro, fecho os olhos e vejo o seu olhar.
Sinto a sua falta...

Obrigada por tudo, vou tentar ficar mais feliz...Por mim, por ele e por vocês...

Beijinho grande

Gata Verde disse...

Tiveste muita coragem!
Já passei pelo mesmo e não a tive...

beijinhos

Van disse...

Zabour, o blogue é teu, existe também para desabafares o que quiseres quando quiseres. :) E, é mais do que natural estares triste. Aliás, não seria de esperar outra coisa, 'pariga...anormal seria o contrário. Não tens de te armar em forte pra ninguém, nem pra ti, principalmente depois de teres de tomar tal decisão que, foi a mais acertada para ele. A que mais te dói, mas a que menos lhe doeria a ele.
Já passei por isso, embora a decisão não tenha sido minha. Era miuda demais para perceber, mas doeu-me na mesma! Mas, acredita que ia doer muito mais ve-lo definhar e morrer lentamente...também já vi isso, porque o dono não conseguia ter coragem para tomar a decisão...só mesmo muito pró final, quando o bichinho já nem se levantava, é que a tomou.
Desculpa descrever-te estes cenários, mas era mesmo para te aperceberes (claro que já te apercebeste lol, mas tu percebes!)de que foi a melhor decisão...para ambos.

Van disse...

(mas isso não impede que doa, óbvio. Nem te impede de desabafar, certo? ;-) )

beijinhos, e miminhos.