segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Rezai por nós pecadores...


A minha relação com a religião é um pouco confusa.
Sou católica por tradição e por alguma convicção.
Estranho, poderão pensar! Desde pequenita que a pequena Zabour iniciou o seu caminho pela catequese como qualquer criança normal. Fiz a 1ª comunhão com apenas 6 anos. Depois mudei de cidade e juntamente com ela perdi o hábito de frequentar a igreja. Andei afastada das lides religiosas durante mais de 9 anos.
Foi mais ou menos aos 15 anos que voltei a encontrar a religião. Pertenci aos Cruzados de Fátima durante alguns anos, até que o nosso mentor faleceu, o meu querido Monsenhor Correia.
Há pouco tempo, através de uma amiga, voltei a frequentar esporadicamente a igreja, mas nada de beatices! Faço as leituras mensais na missa aqui na terrinha, porque as cotas têm vergonha de ler para o grande público, e de vez em quando lá me enganam e faço uma coisita ou outra.
Não posso dizer que sou crente a 100%, não isso não! Gosto de acreditar que existe alguma coisa que nos ultrapassa e na qual podemos acreditar, se é Deus, Jeová, Maomé…isso para mim não tem importância!
Para mim todas as religiões têm o seu papel e o seu valor.
Ontem fui a Fátima. É um sítio que considero especial…
Quando dava aulas na margem sul e depois em Lisboa, parava sempre em Fátima quando vinha a casa de fim-de-semana, para descansar um pouco a meio da viagem. É um lugar que me transmite muita paz e onde consigo pensar sem ser perturbada por pensamentos negativos.
Ontem ao chegar, acendi uma vela e pedi por todos os meus amigos, família, por todos aqueles que necessitam e mesmo os que acham que não precisam de ninguém para viver.
Estava a sentir-me tão bem que quando uma amiga me convidou para ser catequista dos pequenitos do 1º ano aceitei co entusiasmo, apesar de lhe dizer logo "Olha que não conheço as orações todas!"… Mas a catequese, felizmente, hoje em dia já não é o que era no meu tempo. É mais parecido com uma escolinha onde as coisas se passam dentro de um clima de maior união e carinho, e disso percebo eu!
Acho que hoje cai em mim, mas como gosto de novos desafios e principalmente trabalhar com crianças, vou tentar dar o meu melhor.
Uma coisa é certa, a paróquia das Alhadas nunca mais será a mesma…;o)

17 comentários:

GANDALF disse...

Se o que fazes te torna mais feliz e com maior paz interior,acho fantastico que continues.
Tal como sabes,sou agnostico(ateu)e por não acreditar não se torna mais facil de certeza,mas tenho o maior respeito por todas as convições relegiosas,e á locais,como fatima que jme transmitem uma Paz e uma sensação muito especial.
Sei que a tarefa que te propuseste a fazer vai ser muito bem realizada e acima de tudo com o carinho e dedicação necessarias.

beijinhos linda

P.S.Obrigado pelo teu gesto no santuario.

paula simoes disse...

olá Zabur

obrigada pelo gesto em Fátima também adoro lá estar e rezar
se aceitou o convite de ser catequista decerteza vai conseguir faze-lo da melhor maneira e vai fazê-la feliz
uma boa semana

beijinhos do tamanho do Mundo

Gata Verde disse...

Gostava de ser 1 dessas crianças para ver como vais dar a volta a esta aventura!!
;)

beijinhos

jemimma disse...

Vai lá, dê o seu melhoR!
A vida é feita de desafios não é mesmo?? Cuida das crianças! hauhaahua ...
Dá o teu melhoR! E quanto a religião, eu sou protestante, maiis, mais religião não se descute neh ?
Beijo ;*

Brisa Feliz! disse...

Isso moça! vai la e dê o seu melhor...Tenho certeza que a crianças vão gradecer.

Beijos de luz!

Anjo De Cor disse...

heheheh, vai ser uma aventura ;) sabes do que mais gosto? das músicas, heheheheh, aquelas músicas não sei entram no ouvido...
Bjs**
Sónia

Zabour disse...

Gangalf:
Mágico, logo vi que não acreditavas em nada, seu descrente ;)
Acho k o importante é que as pessoas se sintam bem com a sua forma de vida. Como disse a minha relação com a igreja não é das mais chegadas e o k me proponho a fazer não é pela religião mas pelo gosto que tenho em trabalhar com crianças.

Bjokas, ó agnóstico ;o)

Zabour disse...

Paula:
Sim, espero que a tarefa a que me proponho me faça feliz, caso contrário vou ter k pendurar os garotos no tecto a fazer de candeeiro ;o)

Bjokas

Zabour disse...

Gata:
Já estou a preparar o fato da Mary Poppins,eh,eh,eh...

Bjokas

Zabour disse...

Jemimma:
Não,a religião não se discute, o k intressa é k as pessoas se sintam bem interiormente e saibam respeitar as ideologias dos outros.

Bjokas

Zabour disse...

Brisa:
Se não gostarem sempre as posso torturar...com muitos beijinhos,eh,eh,eh...

Bjokas

Zabour disse...

Anjo:
Podes crer, mas sabes que para decorar as letras sou péssima e dps invento a meu gosto. Mas eu já avisei que não tenho pachorra para cânticos e orações, vai ser uma catequese muito à frente,rsrsrs

Bjokas

D.Antónia Ferreirinha disse...

Se isso te faz sentir bem, fizeste muito bem.
Rezaste em Fátima, por mim?
Fátima é um local de culto, e apesar de toda a associação ao comercio, continua a ser um local que me transmite paz interior.
Beijinhos amiga e alhadas nunca mais será a mesma, concerteza.

Zabour disse...

D.Antónia:
Sim, claro.Tenho por hábito, apesar de não ser muito católica ;), de pedir por todos os meus amigos, logo tb pedi por ti.
Outro local onde adorei estar foi em Lourdes há uns 2 anos atrás. Estes locais mais k a fé, que fica mt abafada pelo comércio, como disseste, transmitem-me uma paz e uma calma k me faz bem.

Sim, Alhadas que se cuide...Não basta o nome ainda por cima tem k levar cmg,eh,eh,eh...

Bjokas

Shelyak disse...

Fizeste-me lembrar os meus tempos de infância e adolescência: catecismo, primeira comunhão, profissão de fé, crisma, missas dominicais, mãe catequista... só que depois, com o tempo, fui-me apercebendo que a igreja é feita de homens que dizem - para além de muitas mais coisas - que o uso de preservativo é interdito pelas razões que sabemos, num mundo em que a realidade é a que sabemos e por onde as doenças transmissíveis têm as consequências que sabemos...
Hoje, estou um pouco como tu... posso acreditar que existe algo que escapa à nossa compreensão,superior, a cujo nome não sei dar.
Mas mais do que tudo, gosto de dormir com a consciência tranquila...
Espero que te sintas bem, seja em que actividade fôr...
E, minha querida, ânimo, sim...?
Beijinho solidário
:)

Zabour disse...

Shelyak:
Pois, então percebes a minha tensão interior...Mas eu vou conseguir fazer um bom trabalho, é mais um desafio a vencer.

Bjokas

Van disse...

ehehehehe, pelo menos as crianças não terão de ter medo que lhes digam que vão para o inferno só porque não sabem a oração de cor...

Bem, não sou a pessoa mais indicada pra comentar a catequese porque nunca a fiz, lol, nem sequer sou baptizada! :) uns dias sou agnóstica, outros sou ateia. ;-)
Mas em pequenita, Jesus era o meu amigo imaginário! =D