quarta-feira, 4 de março de 2009

Amor com data marcada.Parte III, O Reencontro


Andou angustiada durante dias...foram demasiadas horas, minutos, segundos...

Isolou-se de tudo e de todos, era-lhe difícil conseguir disfarçar o pesar que carregava consigo.

A saudade que sentia dentro dela era tão grande que o mais pequeno gesto, música, cheiro, lhe faziam lembrar a sua presença...

Não conseguia dormir, comer, pensar...

Não resistiu, mandou-lhe uma mensagem a pedir desculpas por ter partido sem se despedir.

Ele respondeu de imediato, quase tão rápido como o telefonema que não resistiu em fazer para ouvir a sua voz:

"Sinto a tua falta, partiste sem dizer adeus...", foram as suas primeiras palavras.

Naquele momento o seu coração juntou todos os pedacinhos e voltou a bater, estremeceu de alegria...

Um dia a mensagem chegou:

"Não aguento mais! Quero que venhas ter comigo! Preciso estar contigo!"

Após algumas tentativas, ela foi ao encontro da sua alma, aquela que andava perdida há já tanto tempo...

Desta vez não estava aquele calor sufocante, parecia que os deuses se tinham unido para fazer com que tudo corresse bem.

Ela sabia que ele não estaria à sua espera. Compromissos profissionais... mas sabia que de manhã bem cedo ele estaria no hotel para lhe desejar os bons dias.

Nessa noite ela viu passar todos os minutos...um a um...

De manhã, após um passeio matinal pela capital, ao chegar ao hotel lá estava ele...

Não podia falar-lhe como desejava, para todos os efeitos ela era apenas uma cliente.

Mas à noite, quando finalmente se encontraram como homem e mulher nada mais no mundo interessava.

As suas almas finalmente haviam-se encontrado e naquele momento não havia lugar no mundo onde houvesse mais amor...lá fora via-se a luz emanada pelos dois corpos...uma luz que só duas almas que se amam muito conseguem irradiar...

17 comentários:

Zabour disse...

Amigos:

Primeiras, primeiras,rsrsrs...

Sei k disse que só iria publicar outro episódio amanhã, mas como estou no choco e é muito chato estar sem nada para fazer decidi escrever hoje.
Espero que gostem...desta vez foi a minha alma que falou...

Beijos

Lita disse...

Amei!
É muito linda,a tua história... contada de uma forma que só poderia ser contada por quem a viveu!
Beijos

Zabour disse...

Lita:
Obrigada, amiga.Ainda bem k gostaste pk para mim é a mais linda história de amor de sempre, independentemente de vir a ter um final feliz ou não.

Beijo grande

Marisa disse...

E esses momentos sublimes permanecerão eternamente apesar de toda a distância.
Beijinho.

Zabour disse...

Marisa:
Sim, para sempre...longe da vista mas bem dentro do coração e do pensamento...

Bjokas, miga

NIH SILVA disse...

A "lindona"sou eu sim!
hehehe
obrigada pela parte q me toca viu!???

fazendo histórias ein!?

tocante...
continua?
bjs!

Zabour disse...

NiH:
Oi, desaparecida. Ui...você é msm um estrela,rsrsrs...

Continua sim, amanhã ou depois...

Bjokas

Anjo De Cor disse...

Oh amiga fiquei sem palavras ... de tão bonito ;)
Segue o teu coração, não prendas o que não pode ser controlado ... ;)
Mil Beijinhossssss e as melhoras ;)

pieces of me (Luna) disse...

arrepiei-me....

Zabour disse...

Anjo:
É, tens toda a razão, é uma história maravilhosa, pelo menos para mim. Por isso senti necessidade de a contar. Estava presa em dois pensamentos há demasiado tempo, tinha k a partilhar com mais alguém.

Beijo grande

Zabour disse...

Luna:
Foi????Vai uma mantinha????
Obrigada, linda...

Bjo grande

Kim disse...

Zabour, estou a gostar da tua "estória" contada na terceira pessoa.
Entendo-te, porque há momentos que temos absoluta necessidade de partilhar, tão felizes nos fizeram.
E depois há sempre a possibilidade de os interpretarmos como um conto lindo ou a realidade duma mulher apaixonada.
Bjs para ti!

Zabour disse...

Kim:
Obrigada por entenderes.
Que raios, já me entrou uma coisa para o olho...

Beijinhos, amigo!

P.S. Se o almoço das francesinhas for em Coimbra tb vou :O)

Parisiense disse...

E essa felicidade vivida é o mais importante.....
Se já não a podemos viver, pelo menos podemos voltar a relembrar com todo o carinho.
E como é bom ser-se feliz e amar alguém.
A isto que eu chamo de "saudade feliz".

Beijokitas

Zabour disse...

Parisiense:
Palavras para quê?Já disseste tudo.

Beijo grande amiga

Anjo De Cor disse...

Bom fds Zabourita ;)

Zabour disse...

Anjo:
Bigada, para ti tb, meu anjo...