quinta-feira, 30 de abril de 2009

Gravidez...


Esta semana tive um reunião daquelas de sair de lá a dizer alhos e bogalhos. Com esta história de avaliação de desempenho dos professores, aqueles que ficaram com a faca e o queijo na mão, já nem se coíbem de demonstrar que estão ali mesmo para lixar o pessoal.
.
É incrível a prepotência de uns sobre o trabalho de outros. Aqueles que passaram uma vida inteira a não fazer nada, ameaçam agora os que fazem e gostam de fazer, pelo simples facto de não quererem parecer mal na foto.
.
Para onde caminhamos?
Ninguém sabe, talvez para o fim do mundo, mas esta gravidez de poder quando der o seu fruto vai levar tudo e todos pela frente...
Infelizmente, os que vivem a profissão com espirito de sacrifício e de missão serão os primeiros a ser dizimados.
.
Beijinhos e bom fim de semana prolongado, e já sabem, façam o favor de ser felizes...
.
P.S.Não estavam a pensar que estava grávida, pois não? ;O)

16 comentários:

Eu Mesma! disse...

Mais ou menos isso!

:)

Linda disse...

Eu até pensei que sim... que estavas grávida! :)
Já estava aqui a pensar fazer um cabaz com produtos de bebé(ihihihihih)

Quanto á gravidez do sistema é como dizes... concordo!
Bjs

mjf disse...

Olá!
Pois bem me enganaste :=(
Pensei eu: gravidez á vista :=)
Fica para a proxima.

Beijocas
Bom feriado

Zabour disse...

Eu mesma:
Eheheh...que bela partida, não foi?

Beijinhos

Zabour disse...

Linda:
Podes começar a fazer...lentamente...
Ultimamente o relógio biológico anda doidinho senpre a chamar-me a atenção ;O)

Beijinhos

Zabour disse...

mjf:
Sim, fica para a próxima vez...não muito longínqua, espero ;O)

Beijinhos

Inês Brito disse...

Pensei mesmo que estavas!

Eu vou entrar para a faculdade este ano com o objectivo de seguir docência, mas estou seriamente a começãr a ficar com medo. Não vão ser essas coisas que me vão fazer mudar de opinião acerca daquilo que quero seguir. Aliás, só me dá mais alento para continuar a ter as mesmas ideias e para quando chegar a minha altura tentar mudar uma pouco a realidade para melhor :)

Bj,
(i)

Fernanda! disse...

Amada minha!!! Passando pra te desejar um ~lindo final de semana.

Bjos de luz!

Zabour disse...

Inês:
Não tenhas medo.Ser-se professor não é ter uma profissão, é escolher um modo de vida.Come-se, dorme-se, vive-se intensamente sempre a pensar no melhor para os nossos alunos e o que nos faz sentir realizados.
Apenas algumas aves raras, como em todas as profissões, que tentam sempre estragar-nos essas força de vontade de fazer bem.
Por isso, vai em frente sem medos, se precisares de ajuda em alguma coisa manda mail, que eu tenho montes de materiais ou tenho como arranjar.

Beijinhos

Zabour disse...

Fernanda:
Minha linda, fiquei contente por saber que afinal está tudo bem com você.

Beijos de luz e bom final de semana

Storyteller disse...

Não! Alguma vez? Quem terá pensado tal coisa?
Agora a questão séria dos professores... deixa-me contar-te um bocadinho a minha experiência:
Eu sou licenciada em Ensino da Biologia e Geologia - variante Biologia. Dei aulas de substituição (inúmeras!) antes de fazer estágio, fiz estágio e, a partir daí, nunca mais fui colocada. Não sei se fiz bem em deixar de concorrer de vez ou não, mas a verdade é que sou imensamente feliz a fazer o que faço para ganhar a vida (jornalismo científico). Mas uma coisa é certa, nunca fui capaz de ter o distanciamento necessário para não trazer para casa os problemas e vivências dos meus alunos. Ainda hoje sei de cor os nomes de todos eles e como eram as suas personalidades. Se tenho saudades? Às vezes tenho. Mas tenho saudades das aulas e dos alunos. Não tenho saudades algumas do resto que o estilo de vida exige. Ser professor não é uma profissão que se escolhe; ser professor é uma vocação com que se nasce.
Eu tenho alma de professora, não tenho dúvida alguma. Apenas transmito os meus conhecimentos de outra forma, para outro tipo de alunos. Mas a centelha está cá. Sempre...

Zabour disse...

Storyteller:
Tens toda a razão, eu tb acho k é algo k nasce connosco, talvez por aí ande tanto professor frustradom porque no fundo não nasceram para aquilo...foi a opção do momento.

Eu digo sempre que ser professor não é ter uma profissão, é uma forma de vida.

Beijinhos, colega ;O)

Skywalker disse...

Eu já sou avaliado pelo desempenho há muitos anos. Em Setembro lá virá mais uma. Pelo que tenho lido, a diferença é que nas empresas privadas as avaliações são feitas por quem tem competência para isso e no sector publico as coisas não são bem assim.

Beijokas

Zabour disse...

Skywalker.
Percebeste exactamente o busilis da questão. O problema é exactamente esse e não o facto dos professores não quererem ser avaliados. Avaliação , sim, mas por gente qualificada para o efeito.

Beijokas

Anjo De Cor disse...

oh... por momentos até pensei que iria ser tia ;)
Bjs amiga**

Zabour disse...

Anjo:
Qd chegar a altura serás a 1ª a saber, prometo...

Beijokas