quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Maktub


Quando era pequenita pensei que quando crescesse seria uma bailarina ou talvez artista de cinema.
À medida que os anos foram passando cheguei à conclusão que se calhar não ia ser tão fácil como pensava. Dei-me conta que o simples facto de viver numa pequena cidade no interior do Alentejo não ajudava lá muito.
Então decidi que tinha que ser alguma coisa que me desse muito prazer fazer como arquitectura, decoração ou engenharia. Quando cheguei ao 7º ano, outro entrave, o meu professor de matemática que ao invés de ensinar ia para a sala de aula curtir as ressacas da noite anterior. Desmotivei por completo, como na altura ainda não havia a moda das explicações, lá baixei a minha nota e com ela a vontade e gosto que tinha pelos números.
Mais tarde, pensei em direito. Sempre fui uma grande defensora dos oprimidos, nada melhor que dedicar-me de corpo e alma aos mais necessitados.Pois, também não foi desta, deparei-me com uma coisa que detesto até hoje, filosofia...bah!!!!
Um dia, o intervalo, um colega de turma pediu-me que o ajudasse a estudar para psicologia. Acreditam que teve uma nota melhor que a minha? Nem queria acreditar, fiquei incrédula e fui ter com a professora:
-Ó stôra, como é possível que o Rui tenha melhor nota que eu se fui eu que o ajudei a estudar?
-Isso só prova que és melhor professora que aluna.-respondeu-me ela a sorrir.
Foi assim que juntei o útil ao agradável e como tinha um gosto enorme por línguas e literatura, lá fui eu para a faculdade para tirar o curso de professora.
Desde que acabei o meu curso que não me imaginava a fazer outra coisa que não fosse ensinar. Agora começo a ter dúvidas se realmente terei feito o mais correcto. É que hoje em dia a pedagogia está em segundo plano na mente dos nossos governantes e as coisas que nos exigem só têm importância para as estatísticas que eles teimam em exibir.
Apesar de estar à pouco mais de uma década ligada ao ensino, sinto já saudades do tempo que o interessava era acima de tudo estar com os alunos, partilhar saberes, aprender com eles, rir, chorar,correr, saltar...
Tenho alunos que já estão na faculdade que ainda hoje me ligam:
-Tou, stôra, é só para te dizer que tenho saudades tuas, quando é que apareces?
No outro dia um deles apanhou-me no msn e disse-me:
-Sabes que foto tenho aqui no meu ambiente de trabalho? A nossa foto de grupo do primeiro ano!
As lágrimas cairam-me como uma cascata...
Voltei a ter esperança que um dia será bom voltar a ser professor neste país porque para eles, os únicos que importam, os nossos alunos, continuamos a fazer diferença  e a marcar as suas vidas.
Maktub, estava escrito...

P.S.-Já agora um exercício prático:"Quem será a linda nenuquita que está ao colo da bela e meiga ama Rosita?"

36 comentários:

pieces of me (Luna) disse...

Não me digas k a kanukinha linda es tu =)

Os sonhos mudam ao longo da vida, e nem com escolhas tomadas temos a certeza de serem as correctas, por um simples motivo, nao experimentamos nenhuma das outras... Mas acho que és boa naquilo que fazes e é isso que importa!!!

bjinhu linda =)

Zabour disse...

Luna:
E a vencedora é...
Não vou dizer já!;)
Eu por acaso tb acho que sou boa professora, caso contrário já me tinha rifado. Não suporto a ideia de fazer parte da lista de incompetentes que conheço por aí a fazerem-se passar pelo k não são e a contribuírem para o insucesso do ensino em Portugal.

Bjokas

Viajante disse...

Ó! Que fotografia fantástica :) Gosto imenso de ver estas memórias a preto e branco. Já agora, sabes do que é feito da Rosita?

Se realmente gostas do que fazes não desistas por muito que o sistema te convide a isso. Cumpre o teu sonho.

Bjs

Safira disse...

Eu não posso participar na adivinha, pois não? ;)

Linda, são certamente desencantos passageiros. Tenho a certeza que não ias conseguir viver sem os teus 'piquenos'. Essa fase menos boa vai passar assim que voltares a ter uma turma tua e os vires a desabrochar.
Agarra-te às coisas boas e tem um bocadito mais de paciência. Dá o teu melhor, que na adversidade esse é um pensamento que nos conforta. E faz como a Scarlett fez: tomorrow will be another day!
Beijos

GANDALF disse...

Pois infelizmente neste País a educação esta pelas ruas da amargura,mas fizeste-me lembrar,quando trabalhei numa escola(ja sabias),ainda hoje,(vinte anos depois),encontro alunos e professores que não se esqueceram de mim nem das nossas festas,excursões etc,tudo em comunhão com o mais importante os alunos.
Quse que apostava que és tu na foto,hehehehehe

beijinhos linda

Gata Verde disse...

A foto é girissima!

Afinal a tua professora tinha razão...

beijos

Nina disse...

deve ser bom ter a certesa do que se quer fazer e dps fazer bem.
Ha recompensas que valem mais que moedas.

Bjhos

Ka disse...

Bom dia!

O ensino hoje é visto por números infelizmente. Mas eu tenho a sorte de ter boas recordações de alguns professores.

Nota-se que tens gosto em ensinar. Não desanimes pois se pelo menos um dos teus alunos ficar com essas boas recordações já terá valido a pena :)

BEIjinho e ânimo!!

Peregrina disse...

Que bonito! Adoro fotos antigas :)

Ainda sabes onde paira a tua ama? ^^

Beijinho*

Zabour disse...

Viajante:
não , não sei. Quando vim para Portugal a guerra ainda não tinha começado era para passar só uma temporada porque eu estava doente e precisava de fazer mudança de ar. A guerra começou pouco depois e no meio da confusão nunca mais soubemos nada da Rosita.
A última informação é que ela tinha vindo para Portugal em 75. O nome dela não é Rosita, é Domingas, eu é k lhe gosto de chamar assim. Também tinha um menino que ficava comigo quando a Rosita estava ocupada com outras coisas, o Tito. Dele então nem foto tenho.:(

Beijinhos

Zabour disse...

Safira:
Eu tento sobreviver todos os dias a esta intempérie, mas tenho a certeza que melhores tempos virão, é como dizes basta voltar a ter a minha turma. :)

Beijinhos e miminhos(Tou a engraxar, já percebeste, não é ?)

Zabour disse...

Gandalf:
Olha que só tenho um prémio para dar, vamos ver quem é que o leva. Às tantas vou ter k o dividir :P
Tens toda a razão, o mais importante são as relações humanas que se criam dentro da escola, o resto é secundário.

bjokas

Zabour disse...

Gata:
Podes crer a minha carequinha era linda, ups, eu disse minha???

Pois é, acho que a stôra Luísa tinha razão ;)

Bjokas

Zabour disse...

Nina:
Bem vinda ao burgo. Dei um pulinho ao teu cantinho e vi que estás longe. Em terras de sol tropical, que inveja....
Podes crer, há coisas que o dinheiro não compra.

Bjokas

Zabour disse...

Ka:
EU ADORO ENSINAR!!!!
Mas o ministério teima em colocar a malta mais nova nos apoios e os mais velhos, que já estão fartos do ensino, com turma. Dps admiram-se da malta andar desmotivada. :(

Bjokas

Zabour disse...

Peregrina:
Um destes dias ponho aqui uma que te vais fartar de rir. ;)

Bjokas

Viajante disse...

Zabour,

se guardas tão boas recordações da Domingas não tens forma de a procurar?
Há abraços que nunca devemos deixar de dar...

Um dia conto-te/vos uma história. A de um neto que atravessou o Atlântico à procura dos avós maternos que só conhecia de fotografia tal como a filha (minha mãe)... Isto 50 anos depois deles terem zarpado rumo ao Brasil sem nunca mais darem as caras.

Bjs

Zabour disse...

Viajante:
Já pensei nisso várias vezes, até já fiz vários questionários pela família mas nada.
Também tenho alguém especial no Brasil, a minha madrinha que nem foto tenho dela.
Ora aí está um belo motivo para dar uma voltinha a terras de Vera Cruz :)

Beijinhos

Parisiense disse...

Tu, pois quem mais poderia ser.....agora diz-me lá que fazias nas africas????'Eu tambem tenho fotos assim....ahahahhahaha
Mas não desanimes porque se os professores entram todos em depressão e em desinterese pelo ensino que vai ser das n/crianças????
è de muheres como tu que eles precisam.
Beijokitas e força para mais um ano.

Camila Colossi disse...

:) nhaa e tda criança sonha eem ser famosa neh auhhuaauh

Zabour disse...

Parisiense:
Então ainda não te disse que nasci lá? No Alto-Hama, perto do Huambo. Só que vim de lá ainda bebé,de férias, com uma tosse convulsa, pouco tempo depois começou a guerra e não voltámos mais.
Por isso nunca mais soube da minha Rosita, nem do Tito.
Eu não desanimo, até porque é com as minhas crianças que eu recarrego as minhas energias todos os dias. Só que queria fazer o que eu realmente gosto que é ter a minha turma e fazer o trabalho que eu quero ao invés de andar a mando dos outros, muitos deles uns perfeitos incompetentes.
Quem disse que a velhice era sinónimo de competência enganou-se redondamente, é por essas e por outras que eu me tenho apercebido
porque é que a educação no nosso país está tão mal. Sabes que mais? A ministra até não está errada de todo, porque há muito boa gente que abusou durante muito tempo. O problema é que esses já estão reformados ou muito perto disso e quem vai pagar as favas são os mais novos que nem sequer contribuiram para isso.
Desculpa,o testamento, mas é uma ferida aberta... :(

Beijinhos

Zabour disse...

Camila:
Seja bem vinda! Já vi que vives em terras de Vera Cruz. É sempre um prazer ter alguém do país irmão a fazer uma visitinha.

Bjs e volta sempre

Anjo De Cor disse...

Zabour eras uma bebé muito gira ;) é sempre bom recordar os bons momentos ;) esta muito gira a foto ;)

Quanto ao ser professor nos dias de hoje, acredito que seja complicado e desmotivador por um sem fim de razões ... infelizmente tudo esta a mudar e não sei até ue ponto será para melhor, a educação das crianças de hoje é muito diferente da nossa parece que não rigidez, não há valores, não se acredita em nada, como é que alguém sem rumo pode escolher seja lá o que for...
Contudo, isto não faz de ti uma má professora, pelo contrário, tu e muitos outros de certeza que estão na sua melhor escolha ;)
Beijinhos
Sónia

PS: acreditas que só consigo comentar o teu blog, neste PC de casa, no trabalho bloqueia a página e pimba, vai abaixo tudo..., deve ser contra distrações dentro da hora de trabalho, heheheheheh ;)

Shelyak disse...

e ensinar é uma coisa muito linda sim... como eu também gosto ao ponto de me chamarem "o explicadeiro"...:)
Vai em frente rapariga...os governos passam...
Beijinho

Rocket disse...

dá-me a morada do professor de matemática... vou lá

>: (

bjinhos

Cláudia disse...

Posso responder professora?
É a Naomi Campel?

Zabour disse...

Anjo:
E continuo mais gira ainda ;)
Pois, infelizmente muitos colegas esquecem-se que ensinar não é só despejar conhecimentos, é partilhar experiências, trocas vivências, parar um pouco e reflectir sobre o certo e o errado.
Por isso me custa tanto não poder realizar esse trabalho e ver tanta coisa mal feita.
O teu PC é danado >:(
Tens k lhe ensinar quem manda :)

Beijinhos

Zabour disse...

Shelyak:
O que nos vale é que há uma luz ao fundo do túnel chamada "eleições". Só que pela amostra a coisa não está para melhorar, não está não!

Eu não desisto, tenho é os meus momentos de desânimo, mas passam logo a seguir quando penso na cara dos meus pimpolhos.: )

Beijito

Zabour disse...

Rocket:
O que lá vais fazer?Ajudá-lo a curar a ressaca ou a torná-la maior ;)?
O homem era um hipalhão que vivia ainda no tempo do "peace and love", muito além da realidade.
Os copos ajudavam a manter-se na onda...quer dizer, pensávamos nós que eram só copos (you know what I mean?)

Bjs

P.S. Adorei o boneco, esse não conhecia >:)

Zabour disse...

Cláudia:
Epá, essa gaja é muito má :(
Olha que eu não tenho empregadas para bater, nem milionários para namorar (mas se aparecer algum jeitoso, tu avisa, ouviste?)
Para além disso não tenho o mau feitio que ela tem , nem quero ter...Irra, não sei se me deste um elogio ou se me ofendeste...hum...

Beijinhos,linda!

Sorrisos em Alta disse...

Para os alunos te tratarem por tu, imagino a "rabaldaria" que eram as aulas....

;o)

Zabour disse...

Sorrisos:
O aluno que me tratar por você ou por Srª Professora fica de castigo o resto da vida. ;)

Bjokas

D.Antónia Ferreirinha disse...

Estou toda arrepiada.
Consegues perceber como me sinto?
No ano passado fui á Madeira e vi um miúdo, na altura com 4 anos, e agora um homem. Fiquei muito emocionada.
Beijinhos.

Zabour disse...

D.Antónia:
Ora se consigo...Acho que só quem passa por isso consegue perceber a imensidão desse sentimento.

Bjinho

GANDALF disse...

Minha linda,faz como quiseres,divide ,multiplica(o prémio),mas promessa é promessa,hehehehehe


beijinhos lindona

Zabour disse...

Gandalf:
Dou uma beijoca a cada um e já ficam com um belo prémio, não achas?
Eu gosto mesmo é de distribuir miminhos, mas só a quem merece.

Bjits