quarta-feira, 20 de maio de 2009

Nua...


Num dos restaurantes onde costumo ir almoçar, costuma lá ir também uma colega que tem como particularidade coleccionar maridos. É senhora para uns 50 anos, o último casamento foi com um jovem de 30,com o qual terminou recentemente o casamento.

Lembro-me que a primeira vez que a vi a achei uma mulher lindíssima. Pensei que em tempos deve ter feito parar o trânsito.

É curioso, como com o passar dos anos a nossa atenção se vai desviando para coisas tão diferentes. Coisas que por vezes pensamos que nunca vamos dar importância, e, de repente, paramos e quando damos por isso, prendem-nos a atenção.

Hoje dei comigo a pensar, quando eu tiver a idade dela o que dirão ao meu passar: "Lá vai a colega! Teve um amor impossível e por isso decidiu ficar sozinha!" ou será "Lutou contra tudo e todos e conseguiu ficar com um amor que parecia impossível até aos seus olhos!"

Acordei assim...melancólica...

Aqui há dias, houve alguém que me disse que me expunha demasiado no meu blog. Respondi "Paciência!Quem não gostar não lê, e quem gostar e quiser comentar está à vontade para isso, porque é também para isso que escrevo, para falar com outras pessoas, para ter outras visões, para que me ajudem a tomar decisões."

Eu sou isto...nua e crua...aqui estou, tipo :"Eu pecadora , me confesso, do bem e do mal..."

Eu sou apenas e tão somente...isto...

25 comentários:

Lita disse...

Parabéns! :)

CarlaSofia disse...

Não desistas desse amor, se for amor de verdade.
Eu gosto de te ler.
beijinhos

ianita disse...

Ai menina!

Se fizermos as coisas com verdade, tudo fica bem... em verdade connosco e com o Mundo... e ninguém tem nada que dar palpites!

Beijos!

Eu Mesma! disse...

eu não sei quem te disse isso mas eu pessoalmente prefiro blogues onde as pessoas são verdadeiras...

e não apenas que escrevem aquilo que os outros querem ler!

parabens!

:)

mjf disse...

Olá!
Tu és linda...não mudes !!!!
Daqui a uns anos vais tu pensar; aquela fase da minha vida até foi boa...fez-me crescer ;=)

Beijocas

Sayuri disse...

Todos os amores são possíveis, nem que seja apenas por um um dia, um mês, um ano, o que seja...aproveita o quanto puderes, é o que eu te digo! :)

Parisiense disse...

Esquece esse amor se ele é impossivel e isso faz-se começando a amar outra pessoa.

Mas para isso só tu e mais ninguém o poderá fazer.

E Linda a vida deve ser vivida com felicidade mas temos de ser nós a construir essa felicidade, ultrapassando o que por vezes achamos impossivel.

E o que os outros pensarem de ti não importa...o que importa é o que tu pensas de ti mesma.

Beijokitas

Inês Brito disse...

Mesmo que aches que não irás ter muita sorte luta. Podes sofrer mas ao menos não ficaste de braços cruzados.

Bj,
(i)

Cláudia Nóbrega disse...

…o amor não é impossível, aliás, está dentro de cada um de nós e, agora mais do que nunca, sei que nada nem ninguém trás esse amor pelo qual muita gente anda à procura fora de si e, obviamente, não encontra.

Para seres feliz não precisas desse alguém que designas de “amor impossível”, aliás, só estás a bloquear a tua vida e, desse, modo, vais ter muitos dias melancólicos, como este post retrata.

Lutar?! Acho que tudo o que tem de acontecer, acontece, naturalmente… muitas vezes lutamos contra todos os sinais e evidências e só sofremos com isso… nada acontece por acaso.

Não digo para ficarmos de braços cruzados a ver a vida passar, digo sim para desfrutarmos de todos os momentos ao máximo e sentirmo-nos bem com a vida, agradecendo-a todos os dias. Quanto adoptamos essa atitude as coisas acontecem naturalmente e as pessoas certas surgem na nossa vida… nessa altura até podes aperceber-te que esse “amor impossível” não se enquadra na vida de felicidade que queres ter… não sei… é uma das hipóteses a ter em conta.

Quanto ao que os outros dizem, concordo com uma das opiniões que foi dada anteriormente, pouco importa. Acredito que todos, sem excepção, conseguem ser felizes e ter a vida com a qual sempre sonharam, mas só o conseguem quando se apercebem que tudo o que precisam não está, definitivamente, no seu exterior… é um processo complicado, ao princípio, mas compensa, e muito! :)

Beijocas.

Cláudia Nóbrega disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zabour disse...

Lita:
Bigada.

Beijinhos

Zabour disse...

Carla:
Sempre que alguém me diz k gosta de me ler sinto um arrepio, deve ser o peso da resonsabilidade, mas cm o k escrevo faço por gosto logo o meu coração se enche de alegria.


Beijinhos

Zabour disse...

ianita:
Concordo ctg, o k interessa é sentir-me bem cmg e com o mundo.

Beijinhos

Zabour disse...

Eu mesma:
Eu também perfiro, mostram quem a pessoa é de verdade e não o k gostaria de ser.

Beijinhos

Zabour disse...

mjf:
Nem imaginas o qt já cresci...é uma fase, eu sei...

Beijinhos

Zabour disse...

Sayuri:
Já são dois anos, isso deve valer alguma coisa, não achas?

Beijinhos amiga

Zabour disse...

Parisiense:
Por vezes o k keresmos parece tão impossivel e afinal é tão fácil.Acho k estou numa fase de pessimismo, só isso...e desânimo também´. Tem sido muita coisa em que pensar e com k me preocupar.
Demasiadas coisas...

Beijinhos

Zabour disse...

Inês:
Acho k disseste o k precisa ouvir ;O)

Beijinhos

Zabour disse...

Claudia:
O maor está onde nós queremos k ele esteja, seja aki ao lado ou longe...

Beijinhos

Rafeiro Perfumado disse...

É isso mesmo, Zabour, verdadeira contigo mesmo, o resto que se lixe.

E não é assim tão difícil fazer parar o trânsito, basta escolher o carro certo para nos atirarmos para cima! ;)

Beijo!

Zabour disse...

Rauf:
Bolas, tb não é preciso ser radical ;O)

Beijinhos, até dia 7

Fernanda! disse...

Amar e amar!

Vai la e suga tudo que puderes deste amor.

Bjos de luz!

Intruso disse...

eu gosto de te ler. é isso que vou dizer quando tiveres 50.

bjs

Zabour disse...

Fernanda:
Hum...gostei do conselho...

Beijos de luz, amiga

Zabour disse...

Intruso:
Pronto, já me entrou uma coisita para o olho ;O)

Beijinhos grandes e sentidos